Escolha uma Página
Como cuidar de um cão idoso?

Como cuidar de um cão idoso?

O Zen é meu filho, tá fazendo 14 anos e continua um charme. As pessoas não acreditam que ele tem tanta idade, a aparência dele ainda é de filhote, mas a pelagem branca, os olhos embaçados, os poucos dentes não deixam dúvidas: o xuxu da mamãe está velhinho.

Ele vai ao veterinário 1 vez ao ano e a avaliação é sempre positiva. Há dois anos virou cardiopata, tem um remédio de velho pra tomar, tem uns engasgos, parece que vai morrer quando se afoba mas passa rápido. Fora isso tá ok.

Ele é tão parceiro e querido que lembro da música do filme Toy Storie

Mas reparei que algumas coisas mudaram:

Na madrugada com a casa escura ele estava com o hábito de fazer xixi no tapete da cozinha, que fica no meio do caminho pra área de serviço onde fica seu jornal. Todos os dias de manhã encontrava xixi ali e isso durou uns anos, mesmo que eu tirasse o tapete antes de dormir, ele fazia xixi ali. Mas isso só acontecia de madrugada, ele sempre fez xixi no local certo desde o primeiro dia, nunca teve ataques de raiva ou ciúmes e fez em outros lugares. Eu achava aquilo sem sentido.

Até que tive a sensibilidade de olhar melhor pra ele e perceber que ele podia não estar enxergando tão bem assim e passei a deixar a luz da área de serviço acesa. Resultado: cozinha linda e seca e o xixi da madrugada no lugar certo como sempre.

Outra coisa que notei foi a ausência de dentes, ele tem alguns mas já tem muitas janelinhas abertas na boca e passei a dar ração de filhotes que é menor e ele come melhor. O que ele prefere é comida mas ainda não consegui me organizar pra fazer uma comida bem balanceada pra ele todos os dias, então mantenho a ração pela praticidade.

A festinha quando chegamos em casa ou a lamentação quando saímos aumentou muito. A festinha quando chegamos virou uma euforia com reclamação e quando saio pode ser pra ir a padaria que é do lado ele chora o tempo todo. Agora nos revezamos em casa para que ele não fique sozinho, apesar de ter o gato dele o Tornado, ele prefere a nossa companhia.

O Zen é um querido, tão doce, tão carinhoso, um cachorrinho que só dá alegrias e carinho, sei que o tempo dele não vai se estender muito e aceito isso. Mas com certeza vai deixar uma saudade imensa quando se for.

E voce tem um velhinho em casa?

Me conta.

Beijocas da Fabi

Frida Kahlo, boneca, artista, mulheres incríveis

Frida Kahlo, boneca, artista, mulheres incríveis

Dando início a minha série especial de bonecas: Mulheres Incríveis escolhi a artista Frida Kahlo para abrir minha coleção.

Impossível não falar dessa artista que é um dos únicos casos de “contemporaneidade póstuma” influenciando no comportamento feminino e tendo seu valor artístico reconhecido tanto tempo depois de sua morte por estar tão à frente do seu tempo.

No seu museu na cidade do México você encontra uma exposição e seus trajes tão interessantes e os entende melhor. Você pode estar virtualmente na exposição clicando aqui: https://www.google.com/culturalinstitute/beta/exhibit/6gICPDLcNAzkJA

Lancei uma pequena coleção de bonecas homenagem e em breve farei peças mais complexas inspiradas em sua vida tão sofrida e complicada.

Você pode escolher a sua boneca na loja clicando aqui.

Carta para Coral, sobre como se tornar uma fada.

Carta para Coral, sobre como se tornar uma fada.

Para Coral.

Querida Coral, soube que uma amiguinha lhe falou que fadas não existem e que voce ficou chateada por isso.

Não fique querida! Fadas existem e vou lhe provar.

Muitas pessoas falam a mesma bobagem, mas isso acontece porque elas não procuram entender o real significado das palavras e das atitudes.

“Fadas: são os seres que fadam, isto é, orientam ou modificam o destino das pessoas. Fada é um termo originado do latim fatum, que significa destino”.

Toda vez que escolhemos interferir no destino de outra pessoa de forma positiva, estamos sendo fadas. E fadas não precisam de varinha ou asas, a maior magia que possuem são o amor por todas as criaturas que existe em seus corações.

Essa é a grande magia da vida, amor. (mais…)

“Somos pessoas por causa das outras pessoas.” – Provérbio africano

Leia mais
Mudanças na Fabiluli

Mudanças na Fabiluli

Se você me acompanha desde o começo já percebeu que as coisas por aqui estão diferentes. Se chegou agora vou te explicar melhor:

Durante 06 anos me dediquei a criação de bonecos infantis inspirados na pedagogia Waldorf, utilizando lã de carneiro e tecido. Trabalho gratificante que me trouxe muito conhecimento pessoal e profissional e serei sempre muito grata por isso. (mais…)

O futuro depende dos adultos

O futuro depende dos adultos

Desde pequena escuto que as crianças são o futuro no país, do mundo, do universo etc. Mas pensa bem: quem educa essas crianças? Como as crianças aprendem? O que está servindo de exemplo todos os dias pra elas?

Aprendemos por imitação em qualquer idade não tem jeito. Mesmo que você não queira, tem um monte de influências, boas e ruins, entrando sem pedir licença e sendo armazenadas na sua mente o tempo todo. Elas chegam através da televisão, dos filmes, da música, da arte, da rua, das relações.

Pessoalmente acho que só quem enxerga a  arte, a comunicação, criação e relacionamentos como um tipo de sacerdócio deveria poder criar algo ou se relacionar, porque gente confusa só espalha mais confusão, gente egoísta só que ser compreendida, gente vazia só faz os outros perderem tempo, mas enfim, somos livres e temos que conseguir separar o que vale a pena e o que não vale.

Qual a graça de passar pra frente tudo de errado que você aprendeu e faz? Os filhos repetem os hábitos dos pais até quando não querem, afinal quem nunca se pegou falando exatamente como a sua mãe falava? Isso é inconsciente, você simplesmente repete. Então desliga o piloto automático e começa a se reavaliar!

Acho super válido preparar as crianças, ensinar sobre reciclagem, reaproveitamento, alimentação, saúde, meio ambiente, relações pessoais, sim isso é muito importante, mas não devemos esquecer que quem precisa ser educado são os adultos. A educação não se limita ao período da infância, é um trabalho continuo pela vida toda. E depois de uma certa idade não dá mais pra jogar a culpa nos pais 🙂

De que adianta uma criança ter uma semana inteira na escola sobre reciclagem e chegar em casa e a família gerar mais lixo que a rua toda? Falar sobre poluição e ela sair da escola e pegar um ônibus fumacento? Ou falar sobre a falta d’água e ela chegar todos os dias em casa e encontrar bife na mesa? Ou ter aulas e campanhas sobre alimentação saudável e em casa comer uma pizza congelada e um monte de doces, frituras e refrigerantes? Cadê a coerência?

A consciência vem de cima pra baixo, são os mais velhos que precisam aprender, mudar, se reciclarem, se desconstruírem. Você precisa se picar em pedacinhos, jogar tudo pro alto e ficar só com o que presta, seja sincero. E isso é difícil porque quem você é tá muito ligado a quem seus pais foram, e muitos hábitos que eles te ensinaram, e você aprendeu direitinho, são péssimos pessoal e coletivamente.

Como diz Rudolf Steiner: “Não há, basicamente, em nenhum nível, uma educação que não seja a auto-educação. […] Toda educação é auto-educação e nós, como professores e educadores, somos, em realidade, apenas o ambiente da criança educando-se a si própria. Devemos criar o mais propício ambiente para que a criança eduque-se junto a nós, da maneira como ela precisa educar-se por meio de seu destino interior.”

E não pense que por não ter filhos você não tem responsabilidade, se você anda por esse planeta, respira, come e se relaciona você serve de exemplo o tempo todo então também precisa de educação e polimento. Sim, somos todos querendo ou não educadores, exemplos a serem seguidos.

Eu acredito que quando as pessoas tem filhos um canal bem forte para mudanças se abre e elas ficam mais flexíveis, mais aptas a reverem seus conceitos e mudar ou melhorar. Alguns não são tão apegados a própria imagem e conseguem fazer essa desconstrução sem filhos, mas outros precisam dessa ajuda. Uma ajuda muito fofa na verdade 🙂 E para alguns só na próxima vida mesmo porque nessa não tem mais jeito 😀

Então não relaxe achando que são as crianças que farão um futuro melhor, porque o futuro não existe ainda, ele será formado com os conhecimentos do passado e do presente que hoje é você quem ensina.

O que voce está ensinando inconscientemente? E conscientemente? Bora começa a avaliar?

Beijocas da Fabi

Pin It on Pinterest