Gosto de dividir alguns pensamentos e até mesmo alguns detalhes do funcionamento da Fabiluli, mas muitas vezes me falta tempo.

Hoje gostaria de falar sobre um assunto cabeludo para alguns: dinheiro.

Algumas pessoas se sentem ofendidas ou expostas, acham que um segredo ou mistério deve ser mantido. Com isso nasce uma ilusão enorme, a verdade deixa de ser compartilhada e a criatividade corre solta. Eu não me incomodo em falar sobre isso

Percebo que algumas pessoas ficam espantadas com o preço das bonecas. O que é normal se pensarmos que a anos só consumimos produtos industrializados e chineses a ponto da indústria nacional de brinquedos ter praticamente acabado. Milhares de empregos foram perdidos, empresas quebraram e as que conseguiram se manter, tiveram que tirar suas fábricas do Brasil e passar a produzir made in china. Uma tristeza!

Ao passo que para produzir uma boneca Fabiluli com materiais de qualidade, que infelizmente não encontro no Brasil, seguindo uma metodologia que reconheço como importante e digna, preciso comprar em outra moeda (dólar ou euro) o que em alguns casos praticamente quadriplica o preço, mais o frete e o famigerado iof, que nossa presidente aumentou e atualmente custa 60% do que compro.
Como não existe nenhuma máquina aqui, tudo é feito a mão com calma e cuidado, eu não aperto um botão e aparece uma boneca pronta, levo dias em uma única boneca, são muitas horas e dedicação, e com isso tenho uma pequena produção.

Juntando as taxas que preciso pagar para manter o site no ar, as taxas de cartão de crédito, os juros que cubro para que as pessoas possam comprar a boneca de forma parcelada e sem juros, embalagens e todos os demais custos, a margem de lucro da Fabiluli é muito pequena. Posso falar que em 3 anos de existência, nunca fiz alguma compra de vulto com o que retiro da Fabiluli. Logo o pensamento de que o valor da boneca é absurdo ou caro é errado.

O que existe é uma falta de educação e de cultura, tanto da parte da indústria como do governo e da sociedade.

Uma indústria que poderia produzir, e muitas vezes produz, excelentes materiais, mas os usa somente para exportação, jogando no mercado nacional os de baixa qualidade. Basta pegar um tecido nacional e outro importado que a verdade se faz presente. Mas ao ouvi-los se escuta a verdade dura: o que o público procura é preço e não qualidade.

Do governo sacana e corrupto que cobra impostos altíssimos de todos os lados e não nos devolve absolutamente nada.

E da sociedade que aceitou de vez a veste de escravo moderno, orientado para o consumo desenfreado. E se envolveu, sem chiar muito, com o modelo chinês onde a qualidade de tudo foi reduzida, desde brinquedos, móveis, acessórios de cozinha, roupas, sapatos e tudo o mais. A qualidade foi totalmente substituída pelo preço, não importa o que seja, desde que seja baratinho e de certa forma descartável. O que nos leva a um problema ambiental e emocional maior, mas falarei em outro momento.

Eu acredito que esse retorno ao produto feito à mão, com tempo, com cuidado, com a escolha dos melhores materias em uma escala reduzida, por pequenos artesãos e micro empresas de forma pulverizada, deveria se tornar uma revolução. Um voltar o tempo e tomar as rédeas de nossas vidas como consumidores e cidadãos.

Vou além e acredito que seja o momento de repensarmos a nossa condição de seres humanos.

Uma vez que temos provas e mais provas das condições desumanas que as pessoas são forçadas a aceitar, por necessidade, para produzir o que compramos barato e sem qualidade, por que mantemos esse comportamento? Qual valor tem a vida? Por que seu filho precisa de um tonel de brinquedos ou de 20 bonecas? Será que os pais não deveriam se ocupar em criar uma geração com outros valores? Estamos tão satisfeitos com o que experimentamos no momento para perpetuar esse comportamento?

Acho que vale refletir um pouco sobre como voce faz o seu dinheiro circular.

Originalmente postado em 2012

Pin It on Pinterest

Share This

Assine a newsletter e fique por dentro de lançamentos e promoções especiais para assinantes.

Junte-se a gente!

Você está inscrito e prometo só enviar coisas legais! :-)